Liga vai imortalizar Vítor Oliveira com prémio com o seu nome

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) vai ?batizar? de Prémio Vítor Oliveira a distinção de melhor técnico dos campeonatos profissionais feita mensal e anualmente, anunciou hoje Pedro Proença.

?Prémio Vítor Oliveira - Treinador do Mês. É esta a nova designação dada pela Liga Portugal a todas as distinções feitas mensalmente a técnicos, como também na anual, entregue na gala do Kick-off?, escreveu o presidente da Liga de Clubes na sua conta oficial na rede social Facebook.

Pedro Proença justifica a decisão como sendo uma ?forma de a Liga Portugal imortalizar e homenagear um dos mais carismáticos treinadores do futebol português, modalidade à qual dedicou toda uma vida?.

Antes, a Liga de clubes já tinha lamentado "profundamente" a morte de Vítor Oliveira, que "ficará para sempre na história do futebol profissional", e decretado um minuto de silêncio nos jogos a realizar este fim de semana, em homenagem ao ex-treinador.

"Esta é uma notícia que não queremos receber. Não quando se trata de alguém que não está doente, que está na plenitude da sua vida e que adora, respira futebol. Ainda há dias, o nosso amigo Vítor esteve na Liga, a dar uma aula da pós-graduação, tão bom foi ouvi-lo. Dizem dele que era o campeão das subidas, e foram 11. Não era, era um campeão dos treinos, da liderança e do futebol. Que semana dura e estranha esta, que nos leva os mais queridos. O futebol e a sociedade continuam a ficar mais pobres", frisou o presidente da LPFP, citado em comunicado do organismo.

Vítor Oliveira, que morreu hoje em Matosinhos, aos 67 anos, ficou conhecido como ?rei das subidas?, ao conseguir 11 promoções ao principal escalão, em 18 presenças, ao serviço de Paços de Ferreira (1991 e 2019), Académica (1997), União de Leiria (1998), Belenenses (1999), Leixões (2007)), Arouca (2013), Moreirense (2014), União da Madeira (2015), Desportivo de Chaves (2016) e Portimonense (2017).

Em mais de 30 anos, entre 1978 e 2020, comandou Famalicão, Portimonense, Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Vitória de Guimarães, Académica, União de Leiria, Sporting de Braga, Belenenses, Rio Ave, Moreirense, Leixões, Trofense, Desportivo das Aves, Arouca, União da Madeira, Desportivo de Chaves e Paços de Ferreira.

Como futebolista, vestiu as camisolas de Leixões, Paredes, Famalicão, Sporting de Espinho, Sporting de Braga e Portimonense.

Ler mais »