Futebol/Cabo Verde: Capitão ?Nhuc? despede-se da seleção nacional

O extremo internacional cabo-verdiano Heldon Ramos, popularmente conhecido por Nhuc, colocou hoje um ponto final nos trabalhos da seleção de Cabo Verde, ao despedir-se na conferência de imprensa rodeado dos colegas da seleção, ?staff? e do presidente da FCF.

Um dos capitães da seleção e dos mais internacionais, Nhuc anunciou a sua retirada dos ?Tubarões Azuis? logo após o empate em casa a 2-2, por entender que ?tinha planeado esta decisão? há já algum tempo junto com a sua família e que, portanto, ?não é uma decisão de hoje?.

?Chegou a hora de pôr um ponto na minha vinda à seleção (?). Queria agradecer a todo o povo cabo-verdiano pelo carinho, pelo amor e por tudo o que me deram durante estes anos todos, por tudo o que conquistamos juntos. Queria agradecer a todos e pedir que continuem a apoiar os Tubarões Azuis, que continuem com a seleção?, disse o futebolista de 31 anos.

Nhuc afirmou que os jogadores ainda têm muita alegria a dar ao país, sublinhando que Cabo Verde está recheado de jogadores com muita qualidade, para logo de seguida abandonar a sala sob aplausos dos colegas e ?staff? e equipa técnica.

Nhuc efetuou 50 jogos pela seleção de Cabo Verde tendo marcado 15 golos e participado em duas Copas de África das Nações (2013, na Africa do Sul e 2015, na Guiné Equatorial). É o segundo capitão a deixar a seleção nacional este ano, já que há alguns meses, o defesa central Fernando Varela também havia anunciado a sua retirada.

Ler mais »

Golfista Pedro Figueiredo cai para 21.º na escola de qualificação do European Tour

O português Pedro Figueiredo caiu hoje para o 21.º lugar após a quarta volta da última etapa da escola de qualificação para o European Tour de golfe, que termina na quarta-feira em Tarragona, Espanha.

Figueiredo, que no domingo tinha subido oito posições, para o quinto posto, esteve menos bem na ronda de hoje, na qual efetuou 72 pancadas, o Par do campo, baixando 13 lugares, mas mantendo-se dentro do grupo dos 25 primeiros, que têm garantida a presença no European Tour no próximo ano.

Apesar de hoje ter melhorado a prestação em relação a domingo - efetuou 70 pancadas, contra as 72 do dia anterior -, José-Filipe Lima, o outro português presente nesta escola de qualificação, baixou ao 46.º posto e tem agora de recuperar, nas duas voltas que faltam, pelo menos três pancadas para o grupo dos 25 primeiros.

Ler mais »

Rússia, Bélgica e Canadá colocam-se em vantagem na Taça Davis em ténis

Rússia, Bélgica e Canadá colocaram-se hoje em vantagem na primeira edição da nova versão das Finais da Taça Davis em ténis, ao bateram as seleções da Croácia, campeã em título, Colômbia e Itália, respetivamente.

Entre 18 e 24 novembro, na Caja Magica, em Madrid, 18 seleções vão estar divididas em seis grupos de três equipas, sendo que os vencedores das ?poules? e os dois melhores segundos classificados qualificarem-se para os quartos de final.

No primeiro dia, a Rússia, sem Daniil Medvedev, o melhor tenista russo da atualidade (5.º do ?ranking?), teve as esperanças depositadas em Andrey Rublev, que superou sem dificuldades o croata Borna Gojo, com um duplo 6-3, antes de Karen Khachanov ter imperado perante Borna Coric, por 6-7 (4-7), 6-4 e 6-4, em jogos da ?poule? B.

A seleção da casa apenas entra em prova na terça-feira, quando defrontar a Rússia, seguindo-se depois a Croácia, na quarta-feira.

No grupo D, a Bélgica também começou da melhor maneira, com o já retirado Steve Darcis a bater facilmente Santiago Giraldo, da Colômbia (6-3 e 6-2), tendo depois David Goffin confirmado a superioridade para os vice-campeões em 2015 e 2017, com novo triunfo mais difícil, ante Daniel Galán (3-6, 6-3 e 6-3).

Na terça-feira, a Austrália defronta a Colômbia e mede forças com a Bélgica no dia seguinte.

No encontro mais longo dia, que opôs o italiano Matteo Berrettini, 8.º, a Denis Shapovalov, 15.º, a incerteza manteve-se até final, visto que todos os parciais foram resolvidos em ?tie-break?, mas o decisivo ?set? acabou por ?cair? para o lado do canadiano, que venceu por 7-6 (7-5), 6-7 (3-7) e 7-6 (7-5).

Para a entrada vitoriosa do Canadá na ?poule? F, contribuiu também o triunfo do compatriota Vasek Pospisil perante Fábio Fognini, 12.º, pelos parciais 7-6 (7-5) e 7-5.

A seleção dos Estados Unidos é o próximo adversário de Canadá, na terça-feira, e de Itália, na quarta-feira.

Ler mais »