Conceição: "É melhor competir para ganhar a Liga Europa, do que ser eliminado na fase de grupos da Champions"

Sérgio Conceição fez, ao final da tarde desta quarta-feira, a antevisão do jogo com o Young Boys, da primeira jornada da Liga Europa. Na antevisão do encontro com os suíços, o técnico do FC Porto falou das aspirações do clube na prova, elogiou o adversário e comentou o facto de a equipa ter dificuldades em gerir melhor os jogos.

FC Porto está mas forte? "Com o passar do tempo, é normal que os processos evoluam. Os jogadores já percebem melhor aquilo que o treinador quer. Isso não serve porém de desculpa para o que aconteceu contra o Krasnodar. Temos trabalhado sempre para melhorar as nossas fragilidades. É um processo natural, é uma equipa que está a começar".

Análise ao Young Boys: "Olhando para a final do ano passado, Chelsea ou Arsenal poderiam ter vencido perfeitamente a Liga dos Campeões. E o Young Boys deu uma boa resposta na Liga dos Campeões na época passada. Estudámos bem o nosso adversário e estamos precavidos. Queremos dar uma resposta ao nível do nosso valor e passado do FC Porto."

FC Porto pode vencer a Liga Europa? "Vamos lutar pela vitória em todos os jogos. Não se consegue vencer competições destas sem vencer patamares. Vamos defrontar uma equipa perigosa pelas características dos seus jogadores."

Objetivos do FC Porto na prova: "É ganhar todas as competições em que entra. Esta não foge à regra. Temos de pensar que para chegar longe é preciso começar a ganhar. Amanhã temos o bicampeão suíço, uma equipa difícil, olhando para as individualidades. A estrutura desta equipa varia muito, até dentro do próprio jogo, mas estamos preparados e precavidos para essas nuances do jogo."

FC Porto é favorito? "Nós somos uma das três equipas com mais presenças na Champions. Não é esta a competição em que queríamos estar, mas é a que estamos. Teoricamente, o FC Porto é mais forte que o rival de amanhã, isso não há dúvida. Essa diferença existe, mas isso tem de ser provado nos 90 minutos, ou neste caso nos 180, quando lá formos jogar a casa do rival. Todos os jogos são difíceis, as equipas de futebol estão cada vez mais preparados para ser competitivos."

Mais motivação para vencer a Liga Europa? "O Uribe deu uma resposta fantástica há bocado. Independentemente da competição, a motivação tem de partir por representar este clube. Estamos a defender o FC Porto. Por vezes é melhor estar a competir para ganhar a Liga Europa, do que ser eliminado na fase de grupos da Liga dos Campeões."

Situação clínica de Zé Luís: Ele já estava condicionado antes do jogo de Portimão. Conseguimos que ele estivesse operacional para esse jogo. Amanhã veremos. O problema dele foi uma entorse e as horas às vezes são decisivas.

Benfica parece dar prioridade à I Liga: "Não quero falar dos rivais. Falo da minha equipa e nós preparamos os jogos de acordo com aquilo que é a estratégia para o jogo, o adversário e o momento de forma dos jogadores. Dentro desses parâmetros, eu decido o melhor 11. Não há cá qualquer tipo de gestão. Estamos a meio de setembro, estamos a formar uma equipa forte, e é natural que os melhores joguem, olhando para aquilo que eu já disse."

Apoio dos adeptos: "Nós não precisamos de momentos negativos para nos dar forças extra. Nós temos é que ter momentos positivos, para que esses momentos se repitam. Vamos entrar para ganhar, é o que nós fazemos e é o que esta casa consegue há muitos anos. É isso que fica na história dos clubes."

Sente alguma fragilidade emocional da equipa? "Vou-lhe dar um exemplo da fragilidade emocional que temos. Fomos à Luz e vencemos 2-0 depois de um momento crítico, onde tivemos duas derrotas consecutivas. Há momentos de jogo em que temos de melhorar. Dedicamos muitas horas do nosso tempo às fragilidades que podemos ter. Nós pensamos e trabalhos em cima desses erros, como é óbvio."

Ler mais »

Venda de João Félix rende "um valor próximo dos 100 milhões de euros" ao Benfica

Domingos Soares de Oliveira falou esta quarta-feira aos jornalistas sobre a venda de João Félix ao Atlético de Madrid e sobre o valor que eventualmente entra nos cofres do clube da Luz.

"Desse valor [?126M] há que reduzir os encargos com o agente que nos apoiou em relação a essa operação. Do ponto de vista líquido, e considerando que João Félix é um jogador formado no Benfica, as contas são fáceis de fazer: do ponto de vista do dinheiro entram 126 milhões; do ponto de vista de resultados [líquidos] entra um valor próximo dos 100 milhões de euros", revelou o administrador da SAD do Benfica.

Recorde-se que a venda do jovem avançado aos colchoneros ainda não está discriminada nas contas do Benfica relativas à temporada 2018/2019.

Ler mais »

Jorge Braz chama campeões europeus para particulares com Espanha

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, relevou hoje os convocados para os dois encontros particulares com a Espanha, que vão decorrer em Matosinhos, numa lista de 14 dominada por jogadores que foram campeões europeus em 2018.

Para o duplo confronto com os espanhóis, Braz optou por chamar grande parte dos jogadores que ajudaram Portugal a vencer o Europeu no ano passado, com o guarda-redes Bebé a ser o único ausente desse grupo.

O ala Miguel Ângelo, do Benfica, é o único jogador da lista de convocados que não esteve presente na Eslovénia.

Os encontros com Espanha vão decorrer nos dias 23 e 24 de setembro, no Pavilhão de Congressos e Desportos de Matosinhos.

Portugal e Espanha foram os dois finalistas do último Campeonato da Europa.

Lista de 14 convocados:

- Guarda-redes: André Sousa (Benfica) e Vítor Hugo (Sporting de Braga).

- Fixos: André Coelho (Benfica), Fábio Cecílio (Benfica), João Matos (Sporting) e Nilson (Sporting de Braga).

- Alas: Bruno Coelho (Benfica), Márcio (Sporting de Braga), Miguel Ângelo (Benfica), Pany (Sporting), Pedro Cary (Saragoça), Ricardinho (Inter Movistar) e Tiago Brito (Benfica);

- Pivô: Tunha (Belenenses).

Ler mais »

Benfica alérgico a estreias na Liga dos Campeões

A derrota do Benfica frente ao RB Leipzig vem confirmar uma tendência que os encarnados têm revelado nos últimos dez anos em estreias na Liga dos Campeões. Se analisarmos os últimos dez jogos das águias a abrir a prova milionária, incluindo o jogo de ontem, constata-se que o saldo é negativo: quarto derrotas, três empates e três vitórias.

Esta é a quarta época consecutiva em que o Benfica não consegue entrar a ganhar na Champions, e a terceira derrota consecutiva em arranques. A estes três desaires acresce o facto de todos terem acontecido no Estádio da Luz, frente a CSKA Moscovo, em 2017/8, e Bayern Munique em 2018/19, por 1-2 e 0-2, respetivamente.

De referir ainda que nas últimas dez participações, nove delas a começar perante os seus adeptos, as águias só venceram por três ocasiões - contra Hapoel Tel Aviv (2010/11), Anderlecht (2013/14) e Astana (2015/16) -, somando quatro desaires, pois também o Zenit, adversário nesta fase de grupos, venceu no reduto dos encarnados na temporada 2014/15.

A este propósito, é preciso referir que um começo com derrota é sinónimo de eliminação na fase de grupos ou ida para a Liga Europa: aconteceu nos últimos dois anos, mas também em 2014/15, na época 2007/08 (encarnados perderam por 1-2 frente ao AC Milan) e na temporada 1998/99 (derrota frente ao Kaiserslautern).

Esta foi ainda a quinta derrota dos encarnados nas últimas sete partidas da Liga dos Campeões disputadas no Estádio da Luz - conseguiram também um empate e uma vitória.

Ler mais »

David Tavares ambicionava estreia na Champions "há muito tempo"

O Benfica foi derrotado pelo Leipzig, por 2-1, na estreia na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, em jogo da primeira jornada do Grupo G, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Após o encontro, o jovem David Tavares, que se estreou pela equipa principal dos encarnados, considerou que o encontro se resolveu nos detalhes.

"Já ambicionava este momento [estreia na Liga dos Campeões] há muito tempo, é o sonho de qualquer jogador, ainda mais para um jovem como eu. Mas queria com uma vitória. Agora, há que levantar a cabeça e pensar no próximo jogo", afirmou em declarações à Eleven Sports.

"Penso que tivemos oportunidades para ganhar o jogo, mas não correu como queríamos. O jogo foi decidido por detalhes", prosseguiu.

"Temos de estar sempre preparados para jogar e não jogar. Tenho sempre isso na cabeça, quer jogue ou não. Trabalho e as decisões são para o mister Sou da formação, mas sou mais um para ajudar a equipa. Sinto a confiança da equipa e do mister", completou o jovem.

Ler mais »

Ferro: "O resultado é injusto"

O Benfica foi derrotado pelo Leipzig, por 2-1, na estreia na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, em jogo da primeira jornada do Grupo G, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Após o encontro, o defesa-central Ferro lamenta a entrada em falso na competição, mas considera que a derrota foi injusta.

"Eles não criaram assim tantas oportunidades, nós tivemos mais. Foram mais eficazes e felizes. O resultado é injusto", disse o jovem, em declarações à Eleven Sports.

"É levantar a cabeça e ir à procura do golo. Estávamos por cima, mas o Leipzig tenta aproveitar a transição e fizeram assim os dois golos. Não posso dizer que ficámos tristes, pois apesar de tudo fizemos um bom jogo, batemo-nos de igual para igual. É ter cabeça erguida e não olhar para isto como algo para nos deitar abaixo", prosseguiu.

"Venho a trabalhar para isto [estreia na Liga dos Campeões]. Fui opção, estou muito contente, vou continuar a trabalhar", concluiu.

Ler mais »

Derrota do Benfica na Liga dos Campeões em destaque na imprensa desportiva

A derrota do Benfica frente ao Leipzig no jogo de estreia dos encarnados na edição deste ano da Liga dos Campeões é o grande destaque da imprensa desportiva portuguesa desta quarta-feira.

No FC Porto, o destaque vai para a receita que a Liga Europa pode trazer à equipa dos dragões. Por fim, no Sporting, nota para a baixa de última hora de Jesé Rodriguez para o jogo com o PSV.

A Bola:

- ?Benfica-Leipzig (1-2): É outra conversa: Alemães expõem fragilidades das águias numa competição em que é proibido falhar?

- ?FC Porto: Baía ?namora? sucessão de Pinto da Costa?

- ?Sporting: Jesé e Mathieu falham PSV?

- ?Voleibol: Portugal sonha com os oitavos no Europeu?

Record:

- ?Benfica- RB Leipzig (1-2): Faltaram asas: gestão de Bruno Lage falha e águias voltam a perder no arranque da Champions?

- ?Sporting: Renovação de Bruno avança?

- ?FC Porto: Vítor Baía: ?Não me vou esconder??

- ?Hoje à Félix vs. Ronaldo?

- ?Itália: CR7 procura funcionária do MacDonald?s que lhe dava hambúrgueres?

O Jogo:

- ?Champions na hora do recreio: Lage revolucionou o onze, estreou miúdos e poupou Rafa contra o líder da Bundesliga?

- ?FC Porto: 30 milhões para atenuar a Champions?

- ?Sporting: Acuña também recebe aumento?

- ?At. Madrid-Juventus: Ronaldo e Félix em duelo oficial?

Ler mais »

Nagelsmann: "A situação podia ter sido diferente. Não fomos touros, fomos antes novilhos"

O Benfica foi hoje derrotado pelo Leipzig, por 2-1, na estreia na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, em jogo da primeira jornada do Grupo G, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa. No final do jogo, Julian Nagelsmann analisou a prestação da sua equipa.

O jogo

"É muito importante começar com uma vitória. O Benfica fez um jogo bastante bom, especialmente na primeira parte. Conseguiu neutralizar algumas situações de pressão. Todas as equipas europeias jogam bom futebol, têm jogadores talentosos. Houve dois ou três momentos em que tivemos mais sorte do que o Benfica. A situação podia ter sido diferente, mas estamos contentes por ter conquistado três pontos aqui em Lisboa. Também sabemos que há trabalho a fazer, mas estamos satisfeitos.

Na primeira parte tivemos boas situações, mas deixámos sempre o adversário sair com bola. Isso não me agradou. Depois também tivemos alguns momentos em não fomos tao agressivos. Não fomos touros, fomos antes novilhos. Na segunda parte tivemos mais controlo, conseguimos controlar melhor o jogo entre linhas, e para além dos dois golos tivemos outras oportunidades."

Favoritismo

"Temos que lutar com o Benfica, mas também com o Lyon e o Zenit. Já na antevisão tinha respondido à questão do favoritismo. ontem respondi à questão do favoritismo. O resultado podia ter sido diferente: 2-2, 3-3 ou 4-4. Mas começámos bem."

Discutir o 1º lugar com o Benfica

"Não sei. Não sou vidente. Também já jogámos contra o Lyon, e defrontámos uma excelente equipa. Sabemos que houve um empate entre Lyon e Zenit, e estão a dois pontos de nós. Se ganharmos o próximo jogo ficamos em boa posição, mas por outro lado, se não for esse o resultado, também podemos partir outra vez do zero. As quatro equipas estão na corrida."

Lesão de Laimer

"Foi algo na coxa. Talvez não possa jogar com o Bremen. Foi uma pancada forte, mas ainda não temos informações precisas. Parece que não há nada de grave, mas ainda não fez exames complementares. Depois do jogo já mexia bem a perna, esperamos que não seja nada dramático."

Timo Werner

"Já tinha estado muito bem com o Borussia Moenchengladbach e o Bayern de Munique. Na segunda parte conseguiu exercer mais pressão. Tem uma passada muito rápida e consegue criar oportunidades. Há jogadores que decidem, que marcam golos, e ele marcou dois golos. O primeiro golo foi inteligente, conseguiu colocar-se muito bem atrás da bola e finalizou muito bem. É importante ter jogadores que fazem a diferença e marcam golos. Esperemos que continue como até aqui."

Ler mais »

Bruno Lage: "O empate seria o resultado mais justo"

Declarações de Bruno Lage, treinador do Benfica, em conferência de imprensa, depois da derrota do Benfica (1-2) frente ao Leipzig, da primeira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.

Análise ao jogo: "Um jogo equilibrado, principalmente na primeira parte, faltou-nos essencialmente marcar nas oportunidades que tivemos, o resultado certo seria o empate. Tivemos uma oportunidade do Pizzi , a seguir eles fazem o golo, tivemos a do Cervi que não conseguimos empatar. O empate seria o resultado mais justo em função do que criámos."

Novidades no onze: "As novidades foram pensadas em função da nossa estratégia e também do adversário. Estávamos preparados para os dois sistemas possíveis do adversário. O objetivo na primeira parte era uma pressão maior à esquerda, aproveitando Cervi, Taarabt e Grimaldo à esquerda, mais cautelosos à direita. Correu muito bem na primeira parte. Na segunda houve uma mudança, respondemos às intenções do adversário, respondemos com a entrada do David Tavares. Depois do golo tivemos que voltar a mudar para criar situações de finalização. Está de parabéns o adversário, temos agora de olhar para o que de bom fizemos e menos bom e prosseguir."

André Almeida lesionado?: "Está a competir e a fazer a sua pré-época, depois o tempo de recuperação é que é muito difícil. Veio para o banco no jogo com o FC Porto, fez o jogo do Braga com duas semanas de treino, recuperou e jogou com o Gil Vicente e agora não recuperou a tempo. E por isso é que o Tomás [Tavares] é lançado. Fez uma exibição à altura, não é por ter jogado A ou B que perdemos".

Cervi em vez de Rafa: "Temos que ver quem está disponível. Rafa vem de 15 dias sem ter jogado, passou algum tempo sem ter ritmo de jogo e sem rotina de jogo."

Preocupa-o esta entrada em falso?; "Sabíamos que íamos entrar num grupo competitivo. Preocupa-me o facto de não termos conquistado pontos."

Raul de Tomas em vez de Seferovic: "A intenção foi em função do que podia ser o sistema e as características dos defesas alemães, não lhes dar ninguém para marcar."

Quebra de Pizzi: "Optámos por substitui-lo e colocar Rafa. Sofreu uma ligeira entorse no último jogo, mostrou-se disponível para jogar e até teve uma oportunidade de golo, mas optámos por substituí-lo."

Ler mais »

Tomás Tavares: "Não esperava jogar já neste jogo"

O Benfica foi hoje derrotado pelo Leipzig, por 2-1, na estreia na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, em jogo da primeira jornada do Grupo G, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

No final do encontro, Tomás Tavares admitiu que a estreia absoluta na Liga dos Campeões "foi uma surpresa".

"Tenho trabalhado sempre bem. Não esperava jogar já neste jogo, mas sinto-me feliz por terem confiado em mim e por apostarem na formação do clube", começou por dizer o jovem lateral.

Quanto ao facto de ter jogado os 90 minutos, Tomás Tavares admitiu que "foi puxado". "Mas sinto que fizemos um bom jogo. Estive bem, a equipa esteve bem, isso é que interessa. O resultado não foi o esperado, mas agora é continuar a trabalhar", prometeu.

"É sempre bom ter as posições bem concorridas, isso faz um plantel forte. Temos uma grande equipa para continuar a fazer uma boa exibição nesta competição e no campeonato", acrescentou Tomás Tavares.

Ler mais »